domingo, 31 de julho de 2011

Normalmente Estranho

Não consigo me ver fazendo coisas bizarras,
Tudo que eu sempre faço são coisas normais.
Sou normal no meu ponto de vista... e como já foi dito:
"O preconceito é apenas um ponto de vista. Além de tudo, errado."

Todos que conheço, são normais. Para mim a loucura misturada com um pouco de cotidiano, é considerada normalidade.
 O que eu posso fazer... se minha normalidade vai contra a normalidade dos Outros?

jones >>>  <<< outros

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Tic. Sonho. Tac.

"Má hora para isso acontecer."
"São tempos horrendos."
Me explicaram, que não ver o tempo passar... é sinônimo de coisa boa, de simples e pura diversão ou prazer.
Só resta explicar, então, o porquê de inventarem o relógio.

"Esperar não é saber, quem sabe faz a hora não espera acontecer." - Vandré
Está na hora de quebrarmos relógios.


J \_ nes

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Rota rotas.

Todos nós passamos pela vida trançando um caminho individual....
Este caminho pode ser reto, com poucas curvas, num grande planalto... esse é o tipo mais raro.
Este caminho pode ser sorrateiro, escuro, enganador, com altas montanhas, ou grandes vales.
Os caminhos tendem a se cruzar, alguns mudam suas direções para não se esbarrarem.... outros mudam para trombarem....
Alguns gostam de ser paralelos, por muito tempo. Nunca para sempre.
Um bom caminho, não é aquele que mais possue luz, ou o mais facil, ou o que apresenta menos dificuldade.
Um bom caminho, é aquele que apresenta mais encruzilhadas, mais vias de escape, e menos precipicios bruscos.

Dedicado ao trigo que alimenta minha alma e coragem ao longo do caminho. Que este conjunto Trigo-Caminho seja sempre lindo.
.   . Jonees_____

sexta-feira, 15 de julho de 2011

De: Para:

Ao sentar e respirar, me senti pela primeira vez presenteado.
O envio foi por mar e ar.
A agência responsável era VentoN'das.

No verso, apenas o remetente: 'Us'.


De Jones => Para: We


quinta-feira, 14 de julho de 2011

Doce fel


Sabendo que minha vida não passa de amarga melancolia, só me resta ser um apático apicultor.

Jones

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Poema # Poesia

Normalmente não faço poemas, e a poesia está nos olhos de quem vê.

Agradecer?
Sim, Todos estes que aí estão passando por este caminho, eu passarinho, nós passarão.

[J§N³£ = Jones]

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Faith II

I don't know how.... I just know... I need belive in something.
Jon*e*s?

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Sabe de uma coisa? Eu te amo.

Saibam todos que eu te amo.
Amo por diversos motivos, por motivos diversos.
Amar adultos, crianças, idosos, jovens, moças, moços. Amo de todos os modos.
Tais modos não sei dizer quais são, tais motivos não saberei explicar.

É necessário explicar, existem amores em vários níveis, de vários tipos. O mais importante, é que nenhum é superior ao outro.

J(s2)nes

Ouvi uma criança... o som parecia ter vindo de dentro de mim.


Oh que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais.
Casimiro de Abreu

Com esse eterno romântico abro o post.
  
   Que lindo pode ser, ao abrir um sorriso por ter uma moeda para colocar no cofrinho, mesmo que valha apenas 5 centavos. Moeda a qual, será insignificante no futuro.
   Como faz falta sentar-se e balançar os pés... atirá-los ao ar no seu próprio ritmo. E não enraizá-los no chão, como se a realidade não permitisse a audácia.
   Como é triste ver que a magoa e o choro aos soluços mudam seus focos e objetivos.
   Bonito era quando meu jardim significa meu mundo mágico e único, e as cortinas eram simples esconderijos de pique-esconde. Agora meu jardim tem sentido burguês, e minha cortina só serve para tampar a pobreza que me redoma.

Com este eterno romântico termino o post.

Quando conquistou tudo o que todos querem cortejar, a pobre recompensa não vale os custos: juventude desperdiçada, alma aviltada, honra perdida, são os teus frutos, ó paixão triunfante!
 Byron

JONe

terça-feira, 5 de julho de 2011

Portos... pontos

"Tem gente que chega pra ficar
Tem gente que vai pra nunca mais
Tem gente que vem e quer voltar
Tem gente que vai e quer ficar
Tem gente que veio só olhar
Tem gente a sorrir e a chorar

E assim, chegar e partir "
Despedir... pode ser triste, melancólico, alegre, esperançoso.
Não sabemos se demos tchau a parte de nós mesmos. Ou se damos adeus, àquela imagem simbólica que temos.
Demos Byebye, e nos sentimos dando By Bye.

Jones (à Deus)

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Do corpo .... da alma

Com a alma pesada.
O coração às lágrimas.
Os olhos a bater.
O coração, como se não houvesse.

Porém a dor... não mais que a dor, continua apenas a doer.

oJesn